Teologia da prosperidade slide 0

Teologia da prosperidade

  • Published on
    06-Jun-2015

  • View
    1.365

  • Download
    0

DESCRIPTION

Aula 2, teologia contempornea, teologia da prosperidade

Transcript

1. 1- TEOLOGIA DAPROSPERIDADEEu no sei o que voc sente em relao Teologia da Prosperidade, mas eu vou lhedizer o que eu sinto: dio! JOHN PIPERDeus mais glorificado em voc quandovoc est mais satisfeito nele em meio dore pobreza, e no em meio prosperidade.JOHN PIPER 1 2. 2- O IBGE E A TEOLOGIA DA PROSPERIDADE As famlias chefiadas por uma pessoa quesegue religio esprita tm maiorrendimento mdio mensal (R$ 3.796) doque as mantidas por um evanglicopentecostal (R$ 1.271), segundoPesquisa divulgada pelo IBGE (InstitutoBrasileiro de Geografia e Estatstica). 2 3. 3- TEOLOGIA DA PROSPERIDADE ESEUS SINNIMOSTeologia da prosperidade, tambm conhecidacomo:Confisso positiva;Palavra da f;Movimento da f e evangelho da sade e daprosperidade;Trata-se de um movimento religioso surgidonas primeiras dcadas do sculo XX nosEstados Unidos da Amrica. 3 4. 4- ALGUNS DOS APSTOLOS DA TEOLOGIA DA PROSPERIDADE David Yonggi Cho; Kenneth Copeland; Kenneth Hagin; Benny Hinn; Edir Macedo; Valdomiro Santiago; R.R. Soares; Estevam Hernandes e Bispa Snia; Valnice Milhomens; Marco Feliciano. 4 5. 5- PORTFLIO TEOLGICO DATP Sob o nome de Teologia da Prosperidadeesto agrupadas vises religiosas como: Confisso Positiva (no-aceitao dafragilidade humana); Rhema (poder direto de Deus concedidopessoalmente aos crentes); A Batalha Espiritual (deslocamento religiosopara explicaes dos projetos histricos); Vida na Bno ou na Graa(transferncia da escatologia para a vidaterrena).5 6. 6- TEOLOGIA DA PROSPERIDADE:TRSPONTOS PRINCIPAIS: 1) Autoridade Espiritual Segundo K. Hagin, Deus tem dado autoridade (uno) a profetas nos dias atuais, como seus porta-vozes. Ele diz que recebe revelaes diretamente do Senhor; Dou graas a Deus pela uno de profetaReconheo que se trata de uma uno diferente a mesma uno, multiplicada cerca de cem vezes. (Hagin, Compreendendo a Uno, p. 7). 2) Bnos e Maldies da lei K.Hagin diz, com base em Gl 3.13,14, que fomos libertos da maldio da lei, que so: 1) Pobreza; 2) doena e 3) morte espiritual. Ele toma emprestadas as maldies de Dt 28 contra os israelitas que pecassem. Segundo essa doutrina, o cristo tem direito a sade e riqueza; diante disso, doena e pobreza so maldies da lei. Eles ensinam que todo cristo deve esperar viver uma vida plena, isenta de doenas e viver de 70 a 80 anos, sem dor ou sofrimento. Quem ficar doente porque no reivindica seus direitos ou no tem f. E no h excees. Pregam que Is. 53.4,5 algo absoluto. Fomos sarados e no existe mais doena para o crente. Os seguidores de Hagin enfatizam muito que o crente deve ter carro novo, casa nova prpria, as melhores roupas, uma vida de luxo.6 7. 6.1- A TEOLOGIA DA PROSPERIDADE:TRSPONTOS PRINCIPAIS: 3. Confisso Positiva o terceiro ponto da teologia da prosperidade. Ela est includana frmula da f, que Hagin diz ter recebido diretamente deJesus, que lhe apareceu e mandou escrever de 1 a 4, afrmula. Se algum deseja receber algo de Jesus, basta segui-la: 1) Diga a coisa positiva ou negativamente, tudo depende doindivduo. De acordo com o que o indivduo quiser, elereceber. Essa a essncia da confisso positiva. 2) Faa a coisa. Seus atos derrotam-no ou lhe do vitria.De acordo com sua ao, voc ser impedido ou receber. 3) Receba a coisa. Compete a ns a conexo com o dnamodo cu. A f o pino da tomada. Basta conect-lo. 4) Conte a coisa a fim de que outros tambm possam crer.Para fazer a confisso positiva, o cristo dever usar asexpresses: exijo, decreto, declaro, determino, reivindico, emlugar de dizer : peo, rogo, suplico; jamais dizer: se for da tua 7vontade, pois isto destri a f. 8. 7- TEOLOGIA QUE SAI DA BOCADOS APSTOLOS Nos EUA: Pobreza pecado porque Deus nos mandou multiplicar. Pobreza maldio. Deus quer que voc seja rico. Cristos so mini-deuses na terra. Deus comear a te abenoar pois dinheiro sempre segue justia. Se voc crer nisso ser um milionrio em trs anos. Ado era deus e deixou de ser quando caiu. Eu (o pregador) sou o eu sou . Repita frequentemente: Deus quer que eu prospere e tenha boa sade . No Brasil: Os dzimos e ofertas so to santos e to sagrados quanto a Palavra de Deus. Se voc est vivendo em misria tem alguma coisa errada. Eu plantei ofertas na casa de Deus e vou colher bnos materiais. Beleza, riqueza e bnos materiais tambm tm parte no Reino de Deus. O Jumentinho que Jesus usou para entrar em Jerusalm era 0 Km. Eu profetizo casa prpria para os ouvintes/telespectador. 8 9. 7- JOYCE MEYER Joyce Meyer, como Copeland e Haggin, no cr queJesus tenha efetuado na cruz a completa reparao dosnossos pecados, conforme a Bblia ensina. Ela acreditae ensina que Jesus precisou ir ao inferno e ser aliatormentado durante trs dias, a fim de completar areparao dos pecados da humanidade: Durante o tempo em que Ele permaneceu no inferno, o lugar para onde voc e eu deveramos ir, por causa dos nossos pecados Ele ali pagou o preo Nenhum plano seria extremo demais Jesus pagou na cruz e no inferno Deus levantou do Seu trono e disse aos poderes demonacos que atormentavam o Seu Filho impecvel: Deixem-no ir. Foi ento que o poder da ressurreio do Deus Todo Poderoso entrou no inferno e encheu Jesus E ressuscitou dos mortos o primeiro homem nascido de novo. (The Most Important Decision You Will Ever Make: A Complete And Thorough Understanding of What It Means To Be Born Again, 1991, pginas 35-36 do original de Joyce Meyer).9 10. 8- BENNY HINN 1) Ele declarou que Jesus ... assumiu a natureza de Satans, para que todos quantos tinham anatureza de Satans pudessem participar da natureza de Deus. Esta declarao blasfema citada no excelente trabalho crtico de Hank Hanegraaff, Cristianismo em Crise, editado pelaCPAD (p.166). 2) Afirmou que o Esprito Santo lhe revelou que as mulheres foram originalmente criadas paradar luz pelo lado. Todavia, por causa do pecado, passaram a dar luz pela parte mais baixade seu corpo (idem, p.373). 3) Ensina que o homem um pequeno deus. E afirmou: Eu sou um pequeno messiascaminhando sobre a Terra (idem, p.119). 4) Asseverou que o homem, em princpio, voava da mesma forma que os pssaros. Segundoele, Ado podia voar at lua pela sua prpria vontade: Ado era um superser (...) costumavavoar. Naturalmente, como poderia ter domnio sobre as aves, sem ser capaz de fazer o que elasfazem? (idem, p.128). 5) Hinn costuma visitar os tmulos de duas santas mulheres, Kathry Kuhlman e Aimee S.McPherson, para receber a uno que flui de seus ossos (idem, p.373). 6) Em seu livro Good Morning, Holy Spirit (p.56), Hinn afirma que, em uma de suas supostasconversas com o Esprito Santo, o Consolador teria implorado para que ele ficasse em suapresena: Hinn, por favor, mais cinco minutos; apenas mais cinco minutos. 7) Ele ensina que a Trindade composta de nove pessoas, pois o Pai, o Filho e o Esprito Santopossuem, cada um, esprito, alma e corpo (citado em Cristianismo em Crise, p.375).10 11. 8.1- BENNY HINN 8) Ao ser criticado, disse que gostaria de ter uma arma do Esprito para explodir a cabea deseus crticos. Alm disso, profere palavras funestas contra aqueles que refutam suas heresias.As ameaas abaixo, extradas do livro supracitado (p.376), foram dirigidas ao Instituto Cristo dePesquisas dos EUA:Agora eu estou apontando meu dedo para vocs com o tremendo poder de Deus sobre mim...Ouam isto! Existem homens e mulheres no sul da Califrnia me atacando. sob a uno quelhes falo agora. Vocs colhero o que esto semeando em suas prprias crianas se nopararem... E seus filhos e filhas sofrero (...)Vocs esto me atacando no rdio todas as noites vocs pagaro e suas crianas tambm.Ouam isto dos lbios dum servo de Deus. Vocs esto em perigo. Arrependam-se! Ou o DeusAltssimo mover a sua mo. No toqueis nos meus ungidos...9) Hinn concordou em tirar alguns erros do livro Good Morning, Holy Spirit (Bom Dia, EspritoSanto), depois de uma conversa com Hank Hanegraaff (presidente do ICP dos EUA), em 1990.No ano seguinte, admitiu seus erros e prometeu fazer alteraes em seus escritos. Entretanto,depois de algumas semanas, retornou s suas velhas prticas (idem, p.375). 10) Defendendo a teologia da prosperidade, pela qual afirma que a pobreza uma maldio,disse que J era carnal e mau (idem, p.103), ignorando o enftico testemunho de Deus acercade seu servo: Observaste tu a meu servo J? Porque ningum h na terra semelhante a ele,homem sincero e reto, temente a Deus, e desviando-se do mal (J 1.8). 11) Defensor tambm da falaciosa confisso positiva, declarou: Nunca, jamais, em tempoalgum, vo ao Senhor e digam: Se for da tua vontade... No permitam que essas palavrasdestruidoras da f saiam da boca de vocs. (idem, p.295). Hinn ignora o fato de o prprio Cristoter ensinado e empregado tal forma de orao (Mt 6.10; 26.39). 11 12. CONSIDERAES FINAIS A teologia da prosperidade horizontaliza a vida; pensai e olhais para as coisas que so do altofica em segundo plano; Pecado, vida eterna e santificao soconceitos relativizados; O peso do pecado pode ser acrescido ao pesoda culpa por no se ter f suficiente para ser umsucesso neste mundo; Jesus no o salvador, mas um mordomo; Deus escravo da nossa fidelidade; A palavra de Deus no um fim, mas um meio.12