Teologia da Alegria slide 0

Teologia da Alegria

  • Published on
    20-Jun-2015

  • View
    1.087

  • Download
    4

DESCRIPTION

Estudo sobre Sofrimento baseado no Livro "Em Busca de Deus" escrito por John Piper

Transcript

  • 1. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da AlegriaSofrimento O Sacrifcio do Prazer Cristo

2. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria JOHN STEPHEN PIPER (TENNESSEE, 11 DE JANEIRO DE 1946) UM DOS MAIS INFLUENTES PREGADORES BATISTAS CALVINISTAS E AUTORES DO SCULO XXI, QUE ATUALMENTE SERVE COMO PASTOR SNIOR NA IGREJA BATISTA BETHLEHEM EM MINNEAPOLIS, MINNESOTA. 3. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria JOHN STEPHEN PIPER (TENNESSEE, 11 DE JANEIRO DE 1946) UM DOS MAIS INFLUENTES PREGADORES BATISTAS CALVINISTAS E AUTORES DO SCULO XXI, QUE ATUALMENTE SERVE COMO PASTOR SNIOR NA IGREJA BATISTA BETHLEHEM EM MINNEAPOLIS, MINNESOTA. 4. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria EDUARDO CARVALHOPEDRO SIENA 5. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | Houaiss 1 ao ou processo de sofrer 2 dor causada por ferimento ou doena; padecimento Ex.: o mdico deu-lhe remdio para diminuir seu s. 3 dor moral; amargura, ansiedade, angstia Ex.: s. de saudade 4 vida miservel; misria, penria, dificuldade Ex.: muita gente enriqueceu custa do s. alheio 6. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrer | Houaiss n verbo transitivo direto, transitivo indireto e intransitivo 1 sentir dores fsicas ou morais; padecer morais Ex.: transitivo direto 2 ser alvo de (golpe, pancada etc.); receber, levar Ex.: transitivo indireto 3 padecer de (alguma doena) Ex.: transitivo direto e intransitivo 4 experimentar com resignao e pacincia; suportar, tolerar, agentar Ex.: s. no com ela, prefere agir 7. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrer | Houaiss transitivo direto e intransitivo 5 no evitar ou criar impedimento para; admitir, permitir, aceitar Ex.: transitivo direto 6 passar por, experimentar Ex.: desde que foi formado, o grupo sofreu vrias alteraes intransitivo 7 ter danos ou prejuzos; decair, degradar, perder Ex.: com a falta de chuva, a agricultura sofre pronominal 8 no reagir violentamente; conter-se, sofrear-se, agentar-se Ex.: ao ouvir insultos, sofre-se 8. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da AlegriaSofrimentoUma Viso Secular e Madura 9. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da AlegriaSofrimento | Carter O carter no pode ser desenvolvido na facilidade e na tranquilidade. Somente atravs da experincia de tentativas e sofrimentos a alma pode ser reforada, a ambio inspirada e o sucesso alcanado.Helen KellerEscritora Americana1880 - 1968 10. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | Beleza O sofrimento torna-se bonito quando algum passa por grandes calamidades com alegria, no por insensibilidade, mas atravs de grandeza de esprito.AristtelesFilsofo384 - 322 11. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | Medo Um homem que teme o sofrimento j est sofrendo com o que ele teme.Michel de MontaigneEnsasta1533 - 1592 12. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | Paixo Trs paixes, simples mas irresistivelmente paixes fortes, governaram minha vida: o anseio de amor, a busca do conhecimento, e a piedade amor conhecimento insuportvel pelo sofrimento da humanidade.Bertrand RusselMatemtico e Filsofo1872 - 1970 13. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | Progresso O progresso humano no automtico nem inevitvel ... Cada passo em direo ao objetivo da justia requer sacrifcio, sofrimento, luta e, os esforos incansveis e preocupao apaixonada de indivduos dedicados.Martin Luther King Jr.Pastor Protestante1929 - 1968 14. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da AlegriaSofrimento Uma Viso Secular eno muitoMadura 15. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da AlegriaRun Forest Run 16. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da AlegriaSofrimento | Para todos 24 "Portanto, quem ouve estas minhas palavras e as pratica como um homem prudente que construiu a sua casa sobre a rocha. 25 Caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram contra aquela casa, e ela no caiu, porque tinha seus casa alicerces na rocha. 26 Mas quem ouve estas minhas palavras e no as pratica como um insensato que construiu a sua casa sobre a areia. 27 Caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram contra aquela casa, e ela caiu. E foi grande a suacasa queda". Mateus 7 17. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | Escolha 24 Ento Jesus disse aos seus discpulos: "Se algum quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. siga-me 25 Pois quem quiser salvar a sua vida a perder, mas quem perder a sua vida por minha causa, a encontrar.Mateus 16 18. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | Injria 24 "O discpulo no est acima do seu mestre, nem o servo acima do seu senhor. 25 Basta ao discpulo ser como o seu mestre, e ao servo, como o seu senhor. Se o dono da casa foi chamado Belzebu, quanto mais osBelzebu membros da sua famlia! Mateus 10 19. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da AlegriaSofrimento | Promoo do dio 21 "O irmo entregar morte o seu irmo, e o pai, o seu filho; filhos se rebelaro contra seus pais e os mataro. 22 Todos odiaro vocs por minha causa, mas aquele que perseverar at o fim ser salvo. Mateus 10 20. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | Morte 2 Vocs sero expulsos das sinagogas; de fato, vir o tempo quando quem os matar pensar que est prestando culto a Deus. 3 Faro essas coisas porque no conheceram nem o Pai, nem a mim. Joo 16 21. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da AlegriaSofrimento | Perseguio 12 De fato, todos os que desejam viver piedosamente em Cristo Jesus sero perseguidos. perseguidos 2 Timteo 3 22. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da AlegriaSofrimento | Alegria 12 Amados, no se surpreendam com o fogo que surge entre vocs para os provar, como se algo estranho lhes estivesse acontecendo. 13 Mas alegrem-se medida que participam dos sofrimentos de Cristo, para que tambm,Cristo quando a sua glria for revelada, vocs exultem com grande alegria.1 Pedro 4 23. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | Glria 16 O prprio Esprito testemunha ao nosso esprito que somos filhos de Deus. 17 Se somos filhos, ento somos herdeiros; herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo, se de fato participamos dos seus sofrimentos, para que tambm participemos da sua glria. 18 glria Considero que os nossos sofrimentos atuais no podem ser comparados com a glria que em ns ser revelada. Romanos 8 24. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | Privilgio 29 pois a vocs foi dado o privilgio de no apenas crer em Cristo, mas tambm de sofrer por ele, ele 30 j que esto passando pelo mesmo combate que me viram enfrentar e agora ouvem que ainda enfrento. Filipenses 1 25. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | Compartilhar 7 Pois Deus no nos deu esprito de covardia, mas de poder, de amor e de equilbrio. 8 Portanto, no se envergonhe de testemunhar do Senhor, nem de mim, que sou prisioneiro dele, mas suporte comigo os meus sofrimentos pelo evangelho, segundo o poder evangelho de Deus, 2 Timteo 1 26. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | Compartilhar 40 Eles foram convencidos pelo discurso de Gamaliel. Chamaram os apstolos e mandaram aoit-los. Depois, ordenaram-lhes que no falassem no nome de Jesus e os deixaram sair em liberdade. 41 Os apstolos saram do Sindrio, alegres por terem sido considerados dignos de serem humilhados por causa do Nome. Nome Atos 5 27. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | prosea Navegamos vagarosamente por muitos dias e tivemos dificuldade para chegar a Cnido. No sendo possvel prosseguir em nossa rota, devido aos ventos contrrios, navegamos ao sul de Creta, defronte de contrrios Salmona.Atos 27:7 28. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | prosea to suffer to go further to permit further progress Derivation: from G4314 and G1439; KJV Usage: suffer. G4314 G1439 Thayer: 1) to permit one to approach or arrive Vines Expository Dictionary of New Testament Words Suffer 29. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da AlegriaSofrimento | pathma Vemos, todavia, aquele que por um pouco foi feito menor do que os anjos, Jesus, coroado de honra e de glria por ter sofrido a morte, para que, pela graamorte de Deus, em favor de todos, experimentasse a morte. Hebreus 2:9 30. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | pathma pathma path-ay-mah anything that befals one, a suffering, calamity, misfortune something undergone, i.e. hardship or pain; subjectively, an emotion or influence Derivation: from a presumed derivative of G3806; KJV Usage: affection, affliction, motion, suffering. G3806 Thayer: 1) that which one suffers or has suffered 1a) externally, a suffering, misfortune, calamity, evil, affliction 1a1) of the sufferings of Christ 1a2) also the afflictions which Christians must undergo in behalf of the same cause which Christ patiently endured 1b) of an inward state, an affliction, passion 2) an enduring, undergoing, suffering 31. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | kakopatheia Irmos, tenham os profetas que falaram em nome do Senhor como exemplo de pacincia diante do sofrimentoTiago 5:10 32. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | kakopatheia ill plight, distress hardship Derivation: from a compound of G2256 and G3806; KJV Usage: suffering affliction. G2256 G3806 affliction Thayer: 1) the suffering of evil, i.e. trouble, distress, afflicted 33. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | pasch path penth 18 Escravos, sujeitem-se a seus senhores com todo o respeito, no apenas aos bons e amveis, mas tambm aos maus. 19 Porque louvvel que, por motivo de sua conscincia para com Deus, algum suporte aflies sofrendo injustamente. 20 Pois, que vantagem h em suportar aoites recebidos por terem cometido o mal? Mas se vocs suportam o sofrimento por terem feito o bem, isso louvvel diante de Deus.1 Pedro 2 34. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | pasch path penth to receive an impression from without, to suffer , including the forms , and , used only in certain tenses for it to experience a sensation or impression (usually painful) Derivation: apparently a primary verb; KJV Usage: feel, passion, suffer, vex. Thayer: 1) to be affected or have been affected, to feel, have a sensible experience, to undergo 1a) in a good sense, to be well off, in good case 1b) in a bad sense, to suffer sadly, be in a bad plight 1b1) of a sick person 35. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | hupech De modo semelhante a estes, Sodoma e Gomorra e as cidades em redor se entregaram imoralidade e a relaes sexuais antinaturais Estando sob o castigo do fogo eterno, elas servem de exemplo. Judas 1 36. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | hupech to hold to hold oneself under, i.e. endure with patience Derivation: from G5259 and G2192; KJV Usage: suffer. G5259 G2192 Thayer: 1) to hold under, to put under, place underneath 2) metaph. to sustain, undergo 2a) suffer punishment 37. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da AlegriaTipos de SofrimentoOdo MeuOutro 38. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da AlegriaEgosmoOdoOutro Meu 39. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da AlegriaEgosmo O sofrimento nos torna egostas, pois nos absorve inteiramente. S mais tarde, sob forma de saudade, que o prprio sofrimento nos ensina a sermos compassivos.Marguerite Yourcenar 40. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria AltrusmodoMeu Outro 41. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da AlegriaEgosmo A compreenso de outrem somente progredir com a partilha de alegrias e sofrimentos. Albert Einstein 42. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Conveniente | Parcial O doMeu Outro 43. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da AlegriaEgosmo Toda a gente capaz de sentir os sofrimentos de um amigo. Ver com agrado os seus xitos exige uma natureza muito delicada. Oscar Wilde 44. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria possvel medir o sofrimento? a. Quanto voc j sofreu? 0 a 10 b. Quanto voc est sofrendo? 0 a 10 c. Identifique os que mais esto sofrendo neste ambiente. d. Quem mais sofreu na histria humana e. Quanto ele sofreu? 0 a 10 f. Quanto voc est sofrendo? 0 a 10 g. Quem so os que mais sofrem hoje? h. Quem so os seus prximos que mais esto sofrendo? 45. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | De onde vem? Porque o salrio do pecado a morte, mas odom gratuito de Deus a vida eterna emCristo Jesus nosso Senhor. Romanos 6:23 Sabemos que somos de Deus, e que o mundointeiro jaz no Maligno. 1 Joo 5:19 Decises Incorretas (suas e de outros) Sede sbrios, vigiai. O vosso adversrio, oDiabo, anda em derredor, rugindo como leo,Diaboe procurando a quem possa tragar; 1Pedro 5:8 46. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da AlegriaParntese ou Parntesis Do L. diaboLUS, demnio, do Grego diaboLOS, literalmente acusador, intrigante, de DIABALLEIN, atacar, acusar falsamente, literalmente lanar atravs, de DIA, atravs, mais BALLEIN, jogar, lanar, atirar. 47. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | De onde vem? 5 e j vos esquecestes da exortao que vos admoesta como a filhos: Filho meu, no desprezes a correo do Senhor, nem te desanimes quando por ele s repreendido; 6 pois o Senhor corrige ao que ama, e aoita a todo o que recebe por filho. 7 para disciplina que sofreis; Deus vos trata como asofreis filhos; pois qual o filho a quem o pai no corrija? 8 Mas, se estais sem disciplina, da qual todos se tm tornado participantes, sois ento bastardos, e no filhos. 9 Alm disto, tivemos nossos pais segundo a carne, para nos corrigirem, e os olhavamos com respeito; no nos sujeitaremos muito mais ao Pai dos espritos, e viveremos? 10 Pois aqueles por pouco tempo nos corrigiam como bem lhes parecia, mas este, para nosso proveito, para sermos participantes da sua santidade. 11 Na verdade, nenhuma correo parece no momento ser motivo de gozo, porm de tristeza; mas depois produz um fruto pacfico de justia nos que por ele tristeza tm sido exercitados.Hebreus 12 48. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | Manifestaes No conquista de algo ou algum Espera por algo ou algum Perda de algo ou algum Medo de algo ou algum Humilhao Perseguio Dor fsica Sofrimento do outro 49. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrer: Uma escolha? 17 Por isto o Pai me ama, porque dou a minha vida para a retomar. 18 Ningum ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenhodou autoridade para a dar, e tenho autoridade para retom-la. Este mandamento recebi de meu Pai.Joo 10 50. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da AlegriaA Total Relevncia da Esperana 17 E, se Cristo no foi ressuscitado, v avossa f, e ainda estais nos vossos pecados. 18 Logo, tambm os que dormiram em Cristoesto perdidos. 19 Se s para esta vida que esperamos emCristo, somos de todos os homens os maisdignos de lstima.1 Corntios 15 51. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento: Um estilo de vida 9 O amor seja no fingido. Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem. 10 Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros; 11 no sejais vagarosos no cuidado; sede fervorosos no esprito, servindo ao Senhor; 12 alegrai-vos na esperana, sede pacientes na tribulao, perseverai na orao; 13 acudi aos santos nas suas necessidades, exercei a hospitalidade; 14 abenoai aos que vos perseguem; abenoai, e no amaldioeis; 15 alegrai-vos com os que se alegram; chorai com os que choram; 16 sede unnimes entre vs; no ambicioneis coisas altivas mas acomodai-vos s humildes; no sejais sbios aos vossos olhos; 17 a ningum torneis mal por mal; procurai as coisas dignas, perante todos os homens. 18 Se for possvel, quanto depender de vs, tende paz com todos os homens.Romanos 12 52. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria O todo em 5 versos 1 Tendo sido, pois, justificados pela f, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo, 2 por meio de quem obtivemos acesso pela f a esta graa na qual agora estamos firmes; e nos gloriamos na esperana da glria de Deus. 3 No s isso, mas tambm nos gloriamos nas tribulaes, porque sabemos que a tribulao produz perseverana; 4 a perseverana, um carter aprovado; e o carter aprovado, esperana. 5 E a esperana no nos decepciona, porque Deus derramou seu amor em nossos coraes, por meio do Esprito Santo que ele nos concedeu. Romanos 5 53. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria O todo em 5 versos (v. cuidado) 1 Tendo sido, pois, inocentados pela f, temos quietude com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo, 2 por meio de quem obtivemos acesso pela f a este favor na qual agora estamos firmes; e nos alegramos na esperana da honra de Deus. 3 No s isso, mas tambm nos alegramos nas angstias, fardos, perseguies e problemas porque sabemos que a tribulao produz constncia; 4 a perseverana, um carter aprovado; e o constncia carter aprovado, esperana. 5 E a esperana no nos confunde, porque Deus tsunamizou seu amor em nossos confunde coraes, por meio do Esprito Santo que ele nos concedeu.Romanos 5 54. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | Campo de Batalha 55. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | Campo de Batalha 56. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria Sofrimento | Campo de Batalha 57. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da Alegria 58. ESCOLA BBLICA IBCU Teologia da AlegriaSeja o SENHOR louvado