• Slide 1
  • Processo de Reengenharia Prático Pós- Graduação Pós- Graduação Karolyne Almeida Siqueira Michael Caldas da Silva
  • Slide 2
  • Uma Abordagem para Reengenharia de Sistemas implementados em Java para AspectJ
  • Slide 3
  • Para viabilizar a reengenharia dos sistemas OO e OA é necessária a existência de métodos e ferramentas que o apóiem. Temos como entrada um sistema escrito em Java, gerando outro equivalente implementado na linguagem AspectJ. Introdução Introdução
  • Slide 4
  • POO (Programação Orientada a Objetos) POO (Programação Orientada a Objetos)X POA (Programação Orientada a Aspectos) POA (Programação Orientada a Aspectos) Introdução Introdução
  • Slide 5
  • A Orientação a Objetos permite a separação clara de interesses primários. Entretanto, alguns problemas ainda persistem como, por exemplo, a não separação de interesses transversais que se apresentam espalhados e misturados por diversos módulos do sistema. POO POO
  • Slide 6
  • Já a Orientação a Aspectos é uma forma de tratar os interesses transversais por meio da especificação de aspetos, isto é, mecanismos para localização de expressões que contêm interesses transversais e a separação desses dos interesses primários. POA POA
  • Slide 7
  • Reengenharia de software pode ser aplicada para realizar manutenção preventiva de sistemas.[Pressman] Reengenharia de software pode ser aplicada para realizar manutenção preventiva de sistemas.[Pressman] Reengenharia de Software Reengenharia de Software
  • Slide 8
  • A migração é feita através da Aspecting. Migração de Sistemas OO para OA
  • Slide 9
  • Aspecting Aspecting A Aspecting tem 3 passos: 1) A criação de diagrama de casos de uso e de diagrama de classes de projeto, caso não exista, para representar a funcionalidade do sistema legado; 1) A criação de diagrama de casos de uso e de diagrama de classes de projeto, caso não exista, para representar a funcionalidade do sistema legado; 2) O tratamento dos interesses que pesquisa, em cada classe implementada no código legado, a existência de possíveis indícios de interesses transversais; 2) O tratamento dos interesses que pesquisa, em cada classe implementada no código legado, a existência de possíveis indícios de interesses transversais; 3) A comparação do sistema OO com o OA é realizada utilizando os casos de uso inicialmente construídos para garantir que a funcionalidade original do sistema foi preservada. 3) A comparação do sistema OO com o OA é realizada utilizando os casos de uso inicialmente construídos para garantir que a funcionalidade original do sistema foi preservada.
  • Slide 10
  • É interativa e consiste na identificação de interesses transversais e posterior implementação do sistema legado para uma linguagem que permita especificar aspetos, neste caso AspectJ. Abordagem de Reengenharia de Java para AspectJ
  • Slide 11
  • Na tentativa de minimizar os esforços e os erros inseridos pelo próprio engenheiro de software, um apoio computacional foi idealizado: ReJAsp(Reengenharia de sistemas Java para Aspect). Desenvolvido com o modelo de processo de prototipação, com duas interações, sendo esta segunda implementada como plug-in do ambiente Eclipse. Apoio Computacional para a Reengenharia Proposta
  • Slide 12
  • Plug-in do ambiente Eclipse Plug-in do ambiente Eclipse
  • Slide 13
  • http://www.univasf.edu.br/http://www.univasf.edu.br/, acessado em 11/05/2010. http://www.univasf.edu.br/ Referências Bibliográficas
Please download to view
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
...

Processo de Reengenharia Prático Pós- Graduação Pós- Graduação Karolyne Almeida Siqueira Michael Caldas da Silva.

by internet

on

Report

Category:

Documents

Download: 0

Comment: 0

102

views

Comments

Description

Download Processo de Reengenharia Prático Pós- Graduação Pós- Graduação Karolyne Almeida Siqueira Michael Caldas da Silva.

Transcript

  • Slide 1
  • Processo de Reengenharia Prático Pós- Graduação Pós- Graduação Karolyne Almeida Siqueira Michael Caldas da Silva
  • Slide 2
  • Uma Abordagem para Reengenharia de Sistemas implementados em Java para AspectJ
  • Slide 3
  • Para viabilizar a reengenharia dos sistemas OO e OA é necessária a existência de métodos e ferramentas que o apóiem. Temos como entrada um sistema escrito em Java, gerando outro equivalente implementado na linguagem AspectJ. Introdução Introdução
  • Slide 4
  • POO (Programação Orientada a Objetos) POO (Programação Orientada a Objetos)X POA (Programação Orientada a Aspectos) POA (Programação Orientada a Aspectos) Introdução Introdução
  • Slide 5
  • A Orientação a Objetos permite a separação clara de interesses primários. Entretanto, alguns problemas ainda persistem como, por exemplo, a não separação de interesses transversais que se apresentam espalhados e misturados por diversos módulos do sistema. POO POO
  • Slide 6
  • Já a Orientação a Aspectos é uma forma de tratar os interesses transversais por meio da especificação de aspetos, isto é, mecanismos para localização de expressões que contêm interesses transversais e a separação desses dos interesses primários. POA POA
  • Slide 7
  • Reengenharia de software pode ser aplicada para realizar manutenção preventiva de sistemas.[Pressman] Reengenharia de software pode ser aplicada para realizar manutenção preventiva de sistemas.[Pressman] Reengenharia de Software Reengenharia de Software
  • Slide 8
  • A migração é feita através da Aspecting. Migração de Sistemas OO para OA
  • Slide 9
  • Aspecting Aspecting A Aspecting tem 3 passos: 1) A criação de diagrama de casos de uso e de diagrama de classes de projeto, caso não exista, para representar a funcionalidade do sistema legado; 1) A criação de diagrama de casos de uso e de diagrama de classes de projeto, caso não exista, para representar a funcionalidade do sistema legado; 2) O tratamento dos interesses que pesquisa, em cada classe implementada no código legado, a existência de possíveis indícios de interesses transversais; 2) O tratamento dos interesses que pesquisa, em cada classe implementada no código legado, a existência de possíveis indícios de interesses transversais; 3) A comparação do sistema OO com o OA é realizada utilizando os casos de uso inicialmente construídos para garantir que a funcionalidade original do sistema foi preservada. 3) A comparação do sistema OO com o OA é realizada utilizando os casos de uso inicialmente construídos para garantir que a funcionalidade original do sistema foi preservada.
  • Slide 10
  • É interativa e consiste na identificação de interesses transversais e posterior implementação do sistema legado para uma linguagem que permita especificar aspetos, neste caso AspectJ. Abordagem de Reengenharia de Java para AspectJ
  • Slide 11
  • Na tentativa de minimizar os esforços e os erros inseridos pelo próprio engenheiro de software, um apoio computacional foi idealizado: ReJAsp(Reengenharia de sistemas Java para Aspect). Desenvolvido com o modelo de processo de prototipação, com duas interações, sendo esta segunda implementada como plug-in do ambiente Eclipse. Apoio Computacional para a Reengenharia Proposta
  • Slide 12
  • Plug-in do ambiente Eclipse Plug-in do ambiente Eclipse
  • Slide 13
  • http://www.univasf.edu.br/http://www.univasf.edu.br/, acessado em 11/05/2010. http://www.univasf.edu.br/ Referências Bibliográficas
Fly UP
loading...